DICIONÁRIO RETRÔ - GRETA GARBO

Greta Lovisa Gustafsson, mais conhecida como Greta Garbo, nasceu em Estocolmo na Suécia, no dia 18 de Setembro de 1905. Era a filha caçula de dois irmãos, Começou a trabalhar aos 14 anos e dentre os seus empregos, foi ajudante de barbeiro e funcionária de uma loja de departamento, onde vendia chapéus e onde também participava de filmes publicitários. Após conseguir uma bolsa de estudos na Academia Real de Teatro Dramático, onde estudou por dois anos, Garbo foi descoberta pelo diretor Mauritz Stiller, que seria responsável pelo início de sua carreira, assim como por sua ida para Hollywood, porém só fizeram um filme juntos "A Saga de Gösta Berling". Mauritz tentaria futuramente trabalhar com Garbo em Hollywood, no filme "Terra de Todos" (The Temptress),  porém devido ao seu gênio autoritário, acabou sendo demitido da MGM por Louis B. Mayer e com isso acabou retornando para a Suécia.
Quando chegou em Hollywood, Garbo não obteve sucesso de imediato e nem possuía a beleza que vemos na tela. Sofreu várias mudanças estéticas, além de aprender o idioma inglês, mesmo não o usando na tela, já que o cinema ainda era silencioso. Seu primeiro sucesso foi o filme "Laranjais em Flor" (The Torrent) em 1926, onde conseguiu destaque e seu nome começava a figurar entre os atores e atrizes mais famosos na época. Mas seu ápice ocorreu em "A Carne e o Diabo" (Flesh and the Devil) do mesmo ano. Filme em que desempenha um dos papéis mais eróticos e sensuais de sua carreira. O filme possui uma famosa cena de beijo, que protagoniza com John Gilbert, com quem manteria um caso e faria mais 3 filmes (Queen Christina, A Woman of Affairs e Love, uma versão de Anna Karenina).
Seu último filme mudo seria "O Beijo" (The Kiss) de 1929. No ano seguinte estrearia no cinema falado com duas versões de "Anna Christie" uma em inglês e outra em alemão, inclusive na época o público ficara em suspense, imaginado como seria sua voz. Aproveitando essa deixa, a MGM lançou um slogan titulado "Garbo Fala!" (Garbo Talks!), título que em 1984 seria usado em um filme estrelado por Anne Bancroft que interpreta uma fã de Greta Garbo que descobre ter um tumor em estado terminal e que possui um sonho de conhecê-la. Após vencer a barreira da transição do cinema mudo para o falado, barreira que poucos atores e atrizes conseguiram vencer, Garbo faria filmes de forte apelo como "Mata Hari", "Romance", "Anna Karenina", Grand Hotel", "Ninotchka" (sua primeira comédia e o estúdio lançou o slogan "Garbo Ri!") e "Camille", talvez o seu desempenho mais famoso e admirado.
No filme "Grande Hotel" falaria uma frase que para sempre seria associada à sua personalidade fora das câmeras: "I Want to be Alone" (Eu quero ficar só). "A Dama das Camélias" (Camille)  é considerado por muitos a sua melhor performance, Garbo deu à personagem de Alexandre Dumas Filho, a cortesã Marguerite Gautier, uma tristeza e melancolia, que talvez nenhuma outra atriz conseguiria dar. Se afastaria do cinema após o fracasso do filme "Duas Vezes Meu" (Two Faced Woman), que não foi muito bem recebido na época, além de ter sido uma tentava de transformar Garbo em uma atriz de comédia, pelo fato de ter estrelado antes a comédia "Ninotchka" que foi muito bem recebida.
Porém se compararmos os dois filmes, existe um abismo muito grande que os separam, enquanto "Ninotchka" foi uma produção espontânea e bem caprichada, com Billy Wilder no roteiro, "Duas Vezes Meu" foi mais uma forma de arrancar dinheiro das bilheterias, uma produção muito mal feita  e impensada. Enquanto uns lamentaram seu afastamento, outros o entenderam, pois a intenção da MGM dali para a frente seria transformá-la de mito, em mulher comum e isso acabaria com todo o seu fascínio. Após seu afastamento, surgiram muitos boatos e propostas de retorno. Por acaso do destino ou até mesmo falta de interesse, acabou recusando todas, mas não viveu reclusa como muitos dizem. Viajou pelo mundo, adquiriu um hobby por obras de arte, mas sempre manteve distância de fotógrafos e da imprensa em geral. Garbo faleceu na manhã do dia 15 de abril de 1990, aos 84 anos em um Domingo de Páscoa.
***
DICIONÁRIO RETRÔ - GRETA GARBO DICIONÁRIO RETRÔ - GRETA GARBO Reviewed by Rodrigo Veninno on 08:30 Rating: 5

2 comentários:

  1. espetaculo de dicionario retro, quantas coisas que eu não sabia e outras pra recordar, parabens a este maravilhoso Blog

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.