DICIONÁRIO RETRÔ - MONTGOMERY CLIFT

Montgomery Clift foi um dos atores mais fascinantes e trágicos que Hollywood poderia criar. Nascido Edward Montgomery Clift em Omaha, Nebraska no dia 17 de outubro de 1920. Era filho de um banqueiro e pertencia a uma importante família de políticos. Após a crise de 1929, sua família perdeu a fortuna e passaram a viver modestamente. Aos 13 anos de idade, ocorreria sua estreia na Broadway, obtendo um relativo sucesso. Em 1939 participou de uma produção para a recém-criada televisão e foi onde chamou a atenção dos estúdios de cinema. Após muitas recusas de convites para atuar no cinema, finalmente aceitou em 1949. O convite da MGM, para estrelar dois filmes "Rio Vermelho" (Red River) de Howard Hawks, ao lado de John Wayne e "Perdidos na Tormenta" (The Search) de Fred Zinneman, que valeu sua primeira indicação ao Oscar. Posteriormente ele seria indicado por seus trabalhos em "Um Lugar ao Sol" (A Place in the Sun), "A Um Passo da Eternidade" (From Here to Eternity) e "O Julgamento de Nuremberg" (Judgement at Nuremberg).
O ápice de sua carreira ocorreu entre 1949 e 1959 onde estrelou filmes como "Tarde Demais" (The Heiress) ao lado de Olivia de Havilland, "Um lugar ao Sol" (A Place in the Sun) onde desempenha um magnífico personagem, "A Tortura do Silêncio" (I Confess) sendo dirigido por Alfred Hitchcock, "A Um Passo da Eternidade" (From Here to Eternity) um dos maiores clássicos de guerra de Hollywood, onde seria novamente dirigido por Fred Zinneman, além de estar ao lado de estrelas como Burt Lancaster, Frank Sinatra, Donna Reed e Deborah Kerr, "A Árvore da Vida" (Raintree County) onde contracenaria mais uma vez com sua grande amiga Elizabeth Taylor, "Os Deuses Vencidos" (The Young Lions) um filme injustamente esquecido, contracenando com Dean Martin e contando com Marlon Brando no elenco e por último "De Repente o Último Verão" (Suddenly Last Summer) filme baseado na peça de Tennessee Williams ao lado de Katharine Hepburn e trabalhando novamente com Elizabeth Taylor. Após esse período voltaria a atingir êxito em 1961 trabalhando em "Julgamento de Nuremberg" onde teria a sua última indicação ao Oscar e em "Freud", considerado por muito, seu melhor desempenho, porém completamente ignorado pelas premiações.
Em 1956 um acontecimento mudaria sua vida e o colocaria nas manchetes dos jornais. Durante as filmagens de "Raintree County", Montgomery sofreria um terrível acidente de carro, ao sair bêbado de uma festa. Esse acidente quase o deixou desfigurado. Após passar por inúmeras cirurgias e dois meses de recuperação, as filmagens continuariam. Essa fase marca o início de sua dependência de barbitúricos e outras drogas mais pesadas, que perduraria até o fim de sua vida. Esse episódio é conhecido como "o suicídio mais longo de Hollywood".  Montgomery Clift morreu em 23 de julho de 1966 aos 45 anos por complicações, devido a sua dependência de álcool e drogas, em seu apartamento em Nova York. É lembrado até hoje por sua vida trágica e por seu estilo de atuação único, dando sensibilidade aos seus personagens, tornado-os mais humanos e menos "machões insensíveis".
***
DICIONÁRIO RETRÔ - MONTGOMERY CLIFT DICIONÁRIO RETRÔ - MONTGOMERY CLIFT Reviewed by Rodrigo Veninno on 06:32 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.