CINEMATECA - METROPOLIS

Metropolis é considerado o "pai" dos filmes de ficção científica. Se hoje temos obras como "Blade Runner", "Robocop", "1984", "Star Wars" e até mesmo os clássicos dos anos 50 e 60 do próprio gênero ficção científica, foi graças a esse filme de 1927, que revolucionou o cinema.
Metropolis, além de revolucionar o cinema e criar o gênero ficção científica, foi também o filme mais caro até então. Demorou cerca de um ano e meio para ser produzido e finalizado, contando com 37 mil extras. Foi dirigido por Fritz Lang, que seria conhecido mais tarde por dirigir grandes filmes noir.
Foi escrito por Fritz e por sua então mulher Thea von Harbou. O filme mostrava um futuro sombrio, onde as máquinas e a indústria comandavam as pessoas. A história se passa em 2026, onde os poderosos isolam os trabalhadores em subsolo, como se fossem escravos. A cidade é governada por Joh Fredersen, que tem um filho chamado Freder, que um dia conhece Maria, uma espirituosa líder dos operários. Fascinado e obcecado, Freder sai em busca de informações que o levem até a sua paixão platônica. Paralelamente seu pai e o cientista louco Rotwang, planejam criar um robô com aparência humana, para semear a discórdia entre os operários e escolhem justamente Maria, devido a sua influencia sobre os operários, para dar aparência ao robô e assim seguir o plano de destruir toda e qualquer rebelião que prejudique os poderosos.
Inicialmente o filme teve mais de três horas de duração, essa versão é considerada perdida. A versão americana tinha 159 minutos e a alemã 153 minutos. Ainda existe uma outra versão restaurada de 150 minutos. Em 2001 uma versão restaurada foi apresentada no Festival de Berlim, com 147 minutos e com cenas que até então eram consideradas perdidas. Em 1984 foi criada uma versão de 87 minutos, colorizada e com trilha sonora composta por Giorgio Moroder.
Em 2008 foi encontrada no Museu do Cinema de Buenos Aires, uma cópia de 16 mm, quase completa do filme. Essa versão que estava seriamente deteriorada, passou por restauração e mesmo não tendo um resultado satisfatório, foi intercalada com a restauração de 2001. Para as cenas dessas versão em 16 mm, foram inseridas bordas pretas ao redor, pois esse negativo tinha um tamanho inferior ao restaurado.
Metropolis foi um marco no expressionismo alemão, teve sua produção iniciada em 22 de maio de 1925, com um orçamento inicial de 1,5 milhões de marcos. As filmagens terminaram em 30 de outubro de 1926, com um total de 5,1 milhões de marcos, quase levando o estúdio Universum Film S.A à falência. Foi lançado na Alemanha em 10 de Janeiro de 1927, com um lucro aproximadamente de 75.000 marcos. O filme chegou a impressionar Hitler, que no poder chegou a convidar Fritz para fazer filmes para o partido nazista. Enquanto Fritz se recusou, sua esposa aceitou de imediato e essa atitude culminou com o fim do casamento e com a ida de Fritz para Paris e posteriormente para os Estados Unidos. Metropolis está presente na cultura mundial até hoje. Já foi homenageado em músicas como "Radio Ga-ga" do Queen, que mostra alguns fragmentos do filme e "Express Yourself" de Madonna onde ela homenageia Fritz e o cinema. Em 2007 cogitou-se um remake do filme, porém o projeto não foi adiante.

"Metropolis" foi lançado pela Classicline. Clique na capa, para maiores informações ou para comprar:

***

CINEMATECA - METROPOLIS CINEMATECA - METROPOLIS Reviewed by Rodrigo Veninno on 03:48 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.