CINEMATECA - AS TRÊS NOITES DE EVA (LADY EVE)

"As Três Noites de Eva" (Lady Eve) é considerado um dos maiores filmes do gênero screwball. Screwball é um gênero de comédia que não possui nenhum comprometimento com a realidade, ocasionando situações fora do comum. O filme foi produzido em 1941, sendo escrito e dirigido por Preston Sturges, que se baseou em uma história de 19 páginas de Monckton Hoffe chamada "Two Bad Hats". O título dessa história também foi cogitado para ser o título do filme. 
Inicialmente o filme seria produzido em 1938, com Claudette Colbert interpretando Eve, porém o roteiro foi barrado pelo Código Hays. Após alguns anos, o roteiro foi reescrito e mandado para revisão aos censores e dessa vez foi aprovado. Com a aprovação do roteiro, vários nomes foram cotados para os papéis principais: Paulette Goddard, Madeleine Carroll, Fred MacMurray, Joel McCrea e Brian Aherne. Após Darryl Zanuck emprestar Henry Fonda para a Paramount, ficou definido Barbara Stanwyck para o papel de Eve. Henry Fonda e Barbara Stanwyck já haviam trabalhado juntos em 1938, no filme "Quando Elas Teimam" (The Mad Miss Manton), outra screwball. Eles ainda fariam mais um filme juntos: "Você me Pertence" (You Belong to Me) de 1941.
Herdeiro de uma fortuna, o ofiólogo Charles Pike (Fonda), retorna da Amazônia, onde passara um ano em pesquisas. A bordo do navio, conhece a bela Jean Harrington (Stanwyck). Os dois se apaixonam, porém Charles descobre que Jean é uma vigarista que vive de golpes aplicados.
Magoada, Jean então decide se vingar de Charles, fingindo ser uma outra pessoa: uma aristocrata chamada Eve Sidwich. Ao conhecer Eve, Charles percebe a semelhança entre Eve e Jean e mesmo sendo alertado pelo seu camareiro, Charles decide pedi-la em casamento. 
Ambos se casam e na noite de núpcias Jean consegue sua vingança, ao dizer a Charles que teve um passado bastante tórrido. Charles acaba fugindo e Jean acaba percebendo que realmente ama o marido. Para reconquistar o marido, Jean compra uma passagem no mesmo barco em que Charles embarcou para fugir dela. Quando Charles vê Jean, pensando em se tratar de pessoas diferentes, declara-se para ela. Agora cabe a Jean desfazer a confusão e reconquistar o amado.
"As Três Noites de Eva" está sempre presente nas listas de melhores filmes de todos os tempos, sendo selecionado em 2008 pela revista Empire, como um dos 500 melhores filmes de todos os tempos. Em 1946, foi feita uma adaptação de rádio com Joan Blondell e John Lund. Em 1956, foi produzido um remake chamado "O Otário e a Vigarista" (The Birds and the Bees), com George Gobel, Mitzi Gaynor e David Niven. Esse remake utilizou boa parte do roteiro de Preston Sturges, que foi creditado como co-escritor, embora ele nem tenha realmente participado do projeto.

"As Três Noites de Eva" foi lançado pela Classicline. Clique na capa, para maiores informações ou para comprar:


CINEMATECA - AS TRÊS NOITES DE EVA (LADY EVE) CINEMATECA - AS TRÊS NOITES DE EVA (LADY EVE) Reviewed by Rodrigo Veninno on 03:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.