ACONTECEU NAQUELA NOITE (IT HAPPENED ONE NIGHT) - UMA COMÉDIA ROMÂNTICA QUE ARREBATOU O OSCAR

"Aconteceu Naquela Noite" (It Happened One Night), é considerado por muitos um dos melhores filmes de Frank Capra e também o filme que popularizou o gênero comédia romântica no cinema, tudo isso graças aos 5 Oscars conquistados (Melhor Filme, Diretor, Ator, Atriz e Roteiro Adaptado). Mas quem pensa que o filme era considerado um sucesso desde a sua concepção, engana-se. Clark Gable e Claudette Colbert que ficaram com os papéis principais, nem de longe eram a primeira opção de Frank Capra.
Miriam Hopkins, Myrna Loy, Margaret Sullavan e Loretta Young foram uma das atrizes que rejeitaram o papel de Ellie. Bette Davis ficou interessada pelo papel, porém a Warner não quis emprestá-la ao estúdio. Constance Bennett foi uma das atrizes consideradas. Ela aceitaria o papel facilmente, se uma simples exigência fosse cumprida: ela queria ser a produtora do filme. O filme seria produzido pela Columbia. Harry Cohn um notório machista era quem comandava o estúdio. Harry achava um absurdo uma atriz exigir isso e não aceitou a condição. Constance então declinou do convite. Carole Lombard também quase aceitou o papel, mas os horários de gravações não batiam com os de outro filme que ela estava gravando na época ("Bolero").
Para o papel de Peter, foi considerado Robert Montgomery, que não achou o roteiro interessante. Após tantas recusas, Capra começou a se preocupar e se consultou com o autor de teatro Myles Connolly. Connolly disse que o problema era a falta de simpatia dos personagens, que não existia nada que fizesse o público ou até mesmo os atores a se afeiçoarem a eles. Baseado nos conselhos de Connolly, Capra fez mudanças no roteiro e saiu novamente em busca de atores dispostos a aceitarem o papel. Harry Cohn então sugeriu Claudette Colbert, que a princípio recusou o papel, já que ela havia trabalhado anteriormente com Capra e o filme acabou sendo um fracasso de bilheteria. Claudette estava em uma boa fase, estrelando filmes que caíram nas graças do público e da crítica (Cleópatra, Imitação da Vida) e não estava disposta a se arriscar em projetos duvidosos e nem disposta a trabalhar novamente com Capra. Claudette foi convencida a aceitar o papel, sob a condição de filmar o projeto em quatro semanas e receber o dobro do que ela ganhava na Paramount. Claudette recebeu cerca de 50 mil dólares.
Clark Gable surgiu para o papel de Peter, após ser emprestado para a Columbia, como punição por ter recusado um projeto. Outras fontes dizem que a MGM o emprestou para a Columbia, pois não tinha nenhum projeto em mente para ele e mesmo não trabalhando, Gable recebia seu salário normalmente. Louis B. Mayer negociou o empréstimo de Gable com Harry Cohn, de forma que ele não perdesse nenhum dinheiro e pudesse de certa forma lucrar com o empréstimo. Naquela época, a Columbia era considerada um estúdio menor e geralmente tanto a Warner, quanto a MGM, emprestavam seus astros e estrelas temperamentais, como forma de punição. No caso de Gable, a punição lhe trouxe muitas coisas boas.
O roteiro do filme é baseado em uma história curta chamada "Night Bus", escrita em 1933 de autoria de Samuel Hopkins Adams, que inclusive deu a ideia do título do filme. O roteiro foi desenvolvido por Robert Riskin. O filme foi produzido ainda na era Pre-Code, o que lhe permitiu certas ousadias no roteiro. As filmagens começaram sob tensão, já que Claudette e Gable não botavam fé no sucesso do filme e antipatizaram com o roteiro. Capra então pediu para Riskin promover algumas mudanças, mas mesmo assim Claudette continuou insatisfeita. Claudette não foi muito amistosa com Capra e se recusou a princípio a fazer a famosa cena em que Ellie levanta um pouco a saia e deixa as pernas à mostra, em busca de uma carona. Capra então decidiu usar uma dublê para a cena, fato que deixou Claudette mais ainda irritada, mas tal atitude levou Claudette a engolir o orgulho e a fazer a cena, o resultado é uma das cenas mais famosas do cinema, imortalizada por Claudette.
O filme era tão desacreditado, que nem a própria Columbia se esforçou em divulgá-lo e fez questão de tirá-lo das principais salas e o mover para teatros secundários, onde o filme começou a despertar a atenção do público. Logo, o filme começou a receber críticas positivas dos jornais e se tornou inesperadamente o maior sucesso da Columbia até então, surpreendendo a todos os envolvidos na produção, ao receber indicações ao Oscar. A maior surpresa seria o filme vencer as cinco principais categorias (Melhor Filme, Diretor, Ator, Atriz e Roteiro Adaptado), sendo o primeiro filme a conquistar essa proeza, que só seria repetida anos mais tarde com os filmes "Um Estranho no Ninho" (One Flew Over the Cuckoo's Nest) e "O Silêncio dos Inocentes" (The Silent of the Lambs), que também venceriam nas mesmas categorias. Foi também o primeiro filme a conquistar o prêmio de Melhor Ator e Atriz na mesma premiação.
Ellie (Claudette Colbert) é filha de um milionário, que é contra seu romance com um playboy. Como forma de protesto, Ellie decide fugir de seu pai e por acaso, acaba se encontrando com Peter (Clark Gable), um jornalista desempregado. Peter reconhece Ellie e vê nela a chance de uma boa matéria e chance de voltar para os jornais. Peter então se aproxima de Ellie e oferece ajuda, para ela seguir em frente com seu plano, desde que possa escrever uma matéria sobre o acontecimento. O que Peter não imaginava era que a aproximação dos dois resultassem em um sentimento mais profundo.

"Aconteceu Naquela Noite" foi lançado pela Classicline. Clique na capa, para maiores informações ou para comprar:
***
ACONTECEU NAQUELA NOITE (IT HAPPENED ONE NIGHT) - UMA COMÉDIA ROMÂNTICA QUE ARREBATOU O OSCAR ACONTECEU NAQUELA NOITE (IT HAPPENED ONE NIGHT) - UMA COMÉDIA ROMÂNTICA QUE ARREBATOU O OSCAR Reviewed by Rodrigo Veninno on 03:50 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.