A EXCÊNTRICA ARTE FOTOGRÁFICA DE ANDY SWEET

Um artigo aqui do blog, me motivou a pesquisar mais sobre esse fotógrafo, unir informações e montar esse artigo. Andy Sweet era especialista em fotografar o cotidiano de Miami Beach e seus frequentadores (grande parte judaicos e idosos). Desse fabuloso registro temos hoje o que poderia ser classificado como um "impresso da excentricidade", pois suas fotos além de muito alegres e coloridas, retratam a excentricidade das pessoas registradas, dando um ar cômico e despojado às suas fotografias. Andy Sweet voltou para sua casa em Miami Beach, após se graduar, em 1978, aproveitou para fotografar a antiga cultura judaica. Seu trabalho acabou sendo reconhecido, por ser criativo e extremamente original.

A fotografia pura e o espírito era o que importava para Andy, que era intuitivo e direto. Suas fotos registram seus valores. Ele fotografou assim até ser morto em 1982, aos 29 anos em seu apartamento, vítima de um assalto. Algum tempo depois os assassinos foram encontrados e condenados, mas algo deveria ser feito em relação ao seu arquivo e à sua memória. Com a ajuda de amigos, da família e de críticos de arte, uma fundação acabou sendo montada, mas antes, ainda nos anos 80 a preservação de arquivo não era uma prática comum e a cena de arte de Miami, não sabia ainda responder ou interagir com o trabalho de Andy. Após sua morte, muitos se questionavam se suas fotografias eram realmente arte, o que eles não sabiam é que as fotografias de Andy estavam à frente do seu tempo.

Andy tinha um grande amor pela fotografia, porém nunca planejou expôr sua obra. Após anos de dificuldades em preservar seu acervo, sua família finalmente conseguiu transferir os arquivos para o "Fortress" uma instalação de armazenamento de arte de Miami, onde museus e colecionadores armazenavam suas obras de arte. Em 1994 todo o acervo de Andy já estava em poder da Fortress, porém em 2002 em um processo de mudança, a empresa perdeu os negativos de Andy, um terrível golpe. A indenização oferecida com a perda dos negativos, ajudou a estabelecer a Fundação Memorial Andy Sweet, uma organização sem fins lucrativos, concebida para realizar a preservação e promoção do trabalho de Andy. Grande parte do seu acervo em preto e braco havia sobrevivido, mas muitas de suas fotos coloridas, haviam desaparecido.

Em 2005 o designer gráfico e artista digital Stan Hughes, também parceiro da irmã de Andy, Ellen,
encontrou algumas caixas com um material até então inédito. Folheou o grande arquivo de cores de impressões e percebeu que Andy havia mantido milhares de testes. As fotos não corrigidas eram tudo o que havia sobrevivido. Stan mandou essas fotos para digitalização, restauração e correção de cores e novas fotos foram geradas dessas restaurações. Essa é a primeira vez nos mais de 35 anos de sua morte, que as fotografias sobreviventes de Andy, estão disponíveis na internet, para compra ou apreciação.





***
A EXCÊNTRICA ARTE FOTOGRÁFICA DE ANDY SWEET A EXCÊNTRICA ARTE FOTOGRÁFICA DE ANDY SWEET Reviewed by Rodrigo Veninno on 03:19 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.