ESTE MUNDO É UM HOSPÍCIO (ARSENIC AND OLD LACE) - UMA COMÉDIA AMALUCADA DE FRANK CAPRA

Frank Capra, era conhecido pelos seus filmes na maioria das vezes otimistas e moralistas, onde sempre seus personagens principais eram pessoas de caráter e bondade, que lutavam durante quase o filme todo, para manterem suas convicções sobre o mundo. Foi com "Este Mundo é um Hospício" (Arsenic and Old Lace) que Frak quebrou essa onda mística sobre sua filmografia e seu estilo, saindo completamente de sua zona de conforto e filmando uma comédia abertamente tresloucada.
O filme foi lançado comercialmente em 1944, porém ele havia sido filmado em 1941. O motivo do filme ser lançado anos depois, foi por uma cláusula contratual que estipulava que o filme não deveria ser lançado enquanto a peça teatral em que o filme foi baseado, estivesse em apresentações. Cansado de fazer filmes mais sérios, Capra aceitou o desafio de fazer uma comédia totalmente nonsense. Capra também era ciente de que o filme não deveria ser levado a sério como uma grande produção e assim o fez. Filmou o projeto sem grandes pretensões e se divertiu bastante. 
Cary Grant não havia sido a primeira opção para o papel de Mortimer. Antes dele, Bob Hope havia sido sondado para o papel, porém a Paramount não o cedeu para as gravações. Inicialmente, Cary Grant havia sido escalado para o papel do rabugento autor Sheridan Whiteside, em "Satã Janta Conosco" (The Man Who Came to Dinner), porém Cary se defrontou com a reprovação do público que preferia Monty Woolley no papel principal, já que Monty havia desempenhado o mesmo papel na Broadway com grande êxito. Cary acabou então ganhando o papel de Mortimer.
As gravações duraram entre quatro a oito semanas e logo depois das filmagens, Capra se alistou para o exército. A peça homônima em que o filme foi baseado, foi escrita em 1939 por Joseph Kesselring. A peça chegou à Broadway em janeiro de 1941 e teve a sua última apresentação em junho de 1944, totalizando mais de mil apresentações e contando com Boris Karloff entre o elenco e com Erich von Stroheim substituindo Karloff anos depois. Amy Archer-Gilligan, uma assassina em série, foi citada como inspiração para a construção da peça. Ela foi acusada de envenenar dois maridos, além de ser responsável pelas mortes de 66 idosos de seu lar para idosos. Seu método de envenenamento era o mesmo utilizado tanto na peça, quanto no filme: arsênico.
Martha (Jean Adair) e Abby (Josephine Hull), são duas amáveis e respeitáveis velhinhas que vivem no Brooklyn. Essas gentis senhoras escondem um segredo: elas envenenam idosos solitários. O segredo das duas é descoberto pelo sobrinho delas, Mortimer (Cary Grant), um crítico que acabou de se casar e que passou pela casa delas para uma visita. Na casa, Mortimer se defronta com um corpo e pergunta o que aconteceu. As tias lhe explicam calmamente o que elas fazem e Mortimer então tem que lidar com as tias assassinas e com sua noiva que quer ir embora imediatamente dali, para uma lua de mel. Para complicar as coisas, chega na casa Jonathan (Raymond Massey) e seu cúmplice Dr. Hermann Einstein (Peter Lorre), um cirurgião plástico. Jonathan é um assassino que está escapando da polícia e tem como missão, se livrar do corpo de sua última vítima.

"Este Mundo é um Hospício" foi lançado pela Classicline, clique na capa, para maiores informações ou para comprar:


***

ESTE MUNDO É UM HOSPÍCIO (ARSENIC AND OLD LACE) - UMA COMÉDIA AMALUCADA DE FRANK CAPRA ESTE MUNDO É UM HOSPÍCIO (ARSENIC AND OLD LACE) - UMA COMÉDIA AMALUCADA DE FRANK CAPRA Reviewed by Rodrigo Veninno on 03:30 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.