DO OUTRO LADO, O PECADO - UMA COMÉDIA SOFISTICADA COM ELENCO ESTELAR

Baseado em uma peça de mesmo nome, realizada em Londres, em 1956, "Do Outro Lado, o Pecado" (The Grass is Greener), foi realizado em 1960, sendo dirigido por Stanley Donen, diretor de clássicos como "Cantando na Chuva" (Singin' in the Rain) "Charada" (Charade), "Cinderela em Paris" (Funny Face), entre outros. Mas o que chama a atenção é o elenco estelar, composto por Cary Grant, Deborah Kerr, Robert Mitchum e Jean Simmons.
Do quarteto, Deborah Kerr foi a única atriz que já havia trabalhado mais de uma vez com os outros três componentes: com Cary Grant, ela já havia feito "Quem é o Meu Amor?" (Dream Wife), em 1953 e o clássico romântico "Tarde Demais para Esquecer" (Ann Affair to Remember), de 1957. Esse seria o terceiro e último filme da dupla. Com Robert Mitchum, ela havia feito "O Céu por Testemunha" (Heaven Knows, Mr. Allison), em 1957, "Peregrino da Esperança" (The Sundowners) em 1960 e anos mais tarde faria um filme televisivo chamado "Reunião em Fairborough" (Reunion at Fairborough), em 1985. Com Jean Simmons, Deborah havia feito "Narciso Negro" (Black Narcissus), em 1947 e "A Rainha Virgem" (Young Bess) de 1953. Deborah e Simmons eram grandes amigas.
Inicialmente, Cary Grant havia recusado o papel de Victor. Em seu lugar foi escolhido Rex Harrison. A esposa de Harrison na época, a atriz Ken Kendall, também iria participar do projeto, porém Kendall descobriu estar com Leucemia e acabou recusando o convite. Com a gravidade da doença da esposa, Harrison decidiu abandonar o projeto. Algum tempo depois, Kendall acabou falecendo. 

Com o afastamento de Harrison, Cary Grant decidiu aceitar o papel. Essa seria a segunda vez que Cary Grant trabalharia com Stanley Donen: a primeira vez foi em "Indiscreta" (Indiscreet), em 1957. O ator e o diretor fariam depois "Charada" (Charade), em 1963. Para o papel do excêntrico Delacro, foram convidados Rock Hudson e Charlton Heston. Ambos recusaram e Robert Mitchum ficou com o papel. 
O conde Victor (Cary Grant) e a condessa Hilary (Deborah Kerr), são um casal nobre passando por dificuldades financeiras. A solução encontrada pelo casal é abrir a mansão na Inglaterra, para a visitação de turistas (tal hábito é bastante comum por lá) e assim arrecadarem algum dinheiro. Entre os visitantes estão o magnata Charles Delacro (Robert Mitchum) e uma ex-namorada de Victor, a herdeira americana Hattie (Jean Simmons). Delacro se encanta por Hilary e tenta seduzi-la, enquanto Hattie aproveita a situação para tentar reconquistar Victor. A grande mansão acaba se tornando um espaço pequeno para tanta confusão causada pelos desencontros entre o quarteto.
O filme chegou aos cinemas e fez um sucesso bastante moderado no Reino Unido. Por tratar de forma clara a infidelidade, o filme nos Estados Unidos acabou fracassando, mesmo sendo exibido em uma época em que o código de censura estava entrando em declínio e filmes mais ousados estavam surgindo. Esse também seria o segundo e último filme produzido pela companhia Grandon, fundada por Cary Grant e Stanley Donen. O primeiro filme produzido pela companhia havia sido "Indiscreta".

"Do Outro Lado, o Pecado", foi lançado  pela Classicline. Clique na capa, para maiores informações ou para comprar:


DO OUTRO LADO, O PECADO - UMA COMÉDIA SOFISTICADA COM ELENCO ESTELAR DO OUTRO LADO, O PECADO - UMA COMÉDIA SOFISTICADA COM ELENCO ESTELAR Reviewed by Rodrigo Veninno on 09:02 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.