FRED ASTAIRE - O HOMEM ELEGANTE DOS MUSICAIS

Fred Astaire nome artístico de Frederick Austerlitz, nasceu em 10 de maio de 1899, em Omaha, Nebraska.  Judeu e descendente de alemães, sendo seu pai era um cervejeiro e sua mãe uma dona de casa, que contribuiria e muito para o início da carreira de seus dois filhos nos palcos.
Sua primeira apresentação foi aos cinco anos, ao lado da irmã Adele nas revistas musicais. A estreia da dupla aconteceu em New Jersey. O desempenho de ambos rendeu boas críticas nos jornais locais.
Em 1905 a família se mudaria para Nova York, em busca de melhores oportunidades artísticas para os irmãos Austerilitz, que tiveram seu sobrenome diminuído para Astaire, devido a difícil pronúncia do sobrenome original. Adele era uma cantora e dançarina intuitiva, junto com Fred estrelava números em que o parentesco de irmão e irmã ficava em evidência. Em 1932 sua parceria com Adele se encerrava, com o casamento desta com um lorde. Aproveitando o sucesso que ainda desfrutava na Broadway, decidiu embarcar no cinema, fazendo um teste desastroso para a RKO. Acabou sendo contratado pela MGM, para aparecer ao lado de Joan Crawford em um número de dança no filme "Amor de Dançarina" (Dancing Lady) de 1933.
Com o sucesso de "Amor de Dançarina", Fred acabou sendo contratado pela mesma RKO que o esnobara anteriormente, para o filme "Voando para o Rio" (Flying Down to Rio) ainda em 1933, em um papel coadjuvante, sendo as estrelas do filme Dolores Del Rio e Gene Raymond. Esse seria o primeiro filme com Ginger Rogers num total de nove filmes. A dupla estrelaria no ano seguinte "The Gay Divorcee", um sucesso arrebatador de bilheteria, vindo em sequência: "Roberta", "O Picolino" (Top Hat), "Nas Águas da Esquadra" (Follow the Fleet), "Ritmo Louco" (Swing Time), "Vamos Dançar?" (Shall We Dance), "A História de Vernon e Irene Castle" (The Story of Vernon and Irene Castle) e "Ciúme, Sinal de Amor" (The Barkleys of Boadway) o último e único filme colorido da dupla realizado em 1949. 
Após "A História de Vernon e Irene Castle", que encerraria seu contrato com a RKO,  Fred Astaire passaria por diversos estúdios como a Columbia, onde estrelaria dois filmes com Rita Hayworth ( "Ao Compasso do Amor" (You'll Never Get Rich) e "Bonita como Nunca" (You were Never Lovelier), Paramount e MGM, o estúdio onde Fred mais floresceu e pôde mostrar sua habilidade e versatilidade, como ator, cantor e dançarino, sempre de smoking, cartola e bengala, suas marcas registradas. Durante sua carreira, introduziu inovações coreográficas para as câmeras, criando um novo e revolucionário conceito de dança nos filmes. Seus números eram sempre elegantes e de bom gosto e por vezes Fred fazia questão de dar destaque às parceiras de dança. Em certa ocasião Fred disse que suas melhores parceiras de dança tinham sido Judy Garland e Rita Hayworth, mesmo tendo feito vários filme com Ginger Rogers, ambos tinham um relacionamento tumultuado e muitos dos conflitos eram causados pela mãe de Ginger, que tinha medo de Fred roubar o destaque da filha, tanto que após uma série de filmes, Ginger decidiu largar a parceria e investir em filmes dramáticos, para mostrar a todos que era uma atriz versátil e adquirir respeito. Tal ousadia deu certo e Ginger ganhou um Oscar pelo filme "Kitty Foyle", em um papel totalmente dramático. Quando filmaram "The Barkleys of Broadway", Ginger já era uma atriz consagrada e reconhecida e pela primeira vez estava no mesmo nível de Fred.
Fred também foi responsável pela filmagem de corpo inteiro dos dançarinos nos filmes. Antes dele os dançarinos tinham apenas partes de seus corpos filmadas e inseriu também os sons de sapateados, que eram inseridos posteriormente às cenas. Primeiramente as cenas eram gravadas normalmente, posteriormente Fred fazia os sons de sapateado, ou um microfone era inserido no solo, para capturar os sons. Chegou a anunciar sua aposentadoria em 1945, após o fracasso de "Yolanda e o Ladrão" (Yolanda and the Thief), mas acabou retornando. 
Após abandonar os musicais, Fred participaria de filmes de outros gêneros e ainda faria algumas participações em especiais para a televisão, chegando a ganhar um Emmy, em 1949 ganhou um Oscar Especial, entregue por Ginger Rogers. Fred faleceu em 22 de junho de 1987 aos 88 anos.
***
FRED ASTAIRE - O HOMEM ELEGANTE DOS MUSICAIS FRED ASTAIRE - O HOMEM ELEGANTE DOS MUSICAIS Reviewed by Rodrigo Veninno on 09:13 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.