GRETA GARBO POR CECIL BEATON, 1946










Postar um comentário

0 Comentários