FILMES MUDOS QUE GANHARAM REMAKES SONOROS - PARTE 4

Hoje vamos para a última parte dessa série de listas sobre filmes mudos que ganharam remakes sonoros. Ainda há milhares de filmes mudos que ganharam regravações sonoras, mas que não entraram nessa série de listas, portanto se você ficou curioso, pesquise sobre eles na internet e descubra muitas curiosidades.
Sangue e Areia (Blood and Sand) (1922)
Esse filme foi um dos responsáveis pelo estrelato de Valentino, além de firmar sua parceria com Nita Naldi, que renderia mais três filmes. Dorothy Arzner co-dirigiu esse filme com Fred Niblo, o diretor oficial, porém não foi creditada. Esse filme foi um dos maiores sucessos do ano. Foi regravado posteriormente com Tyrone Power, Rita Hayworth e Linda Darnell nos papéis principais.

J'Accuse! (1919)
Dirigido por Abel Gance, responsável por outro épico do cinema mudo, "Napoleão", é considerado um dos principais filmes sobre guerra realizados no cinema mudo. Ganhou uma versão sonora em 1938, com direção do próprio Abel Gance, que desta vez usou a Segunda Guerra Mundial como tema.

The Cardboard Lover (1928)
Baseada em uma peça teatral, a versão muda contava com Nils Asther, Jetta Goudal e Marion Davies nos papéis principais. Ganhou duas versões sonoras: uma em 1932 com Buster Keaton e outra em 1942 com Norma Shearer, sendo esse seu penúltimo filme. As versões sonoras, mantiveram a originalidade dos gêneros dos personagens da peça, enquanto a versão muda os inverteu.

Smilin' Through (1922)
Esse foi um dos maiores sucessos de Norma Talmadge, considerada uma das maiores atrizes dramáticas do cinema mudo. Ganhou duas versões sonoras: em 1932 com Norma Shearer e em 1941 com Jeanette MacDonald.

O Pensionista / O Inquilino (The Lodger: A Story of the London Fog) (1927)
Dirigido por Alfred Hitchcock, tem como base a história de Jack, o Estripador, um dos serial killers mais famosos da história. Ganhou dois remakes: "Ódio que Mata" (The Lodger) (1944) e "O Estranho Inquilino" (Man in the Attic) (1953).

Sedução do Pecado (Sadie Thompson) (1928)
Estrelado por Gloria Swanson que vive a prostituta Sadie Thopson, foi dirigido por Raoul Walsh, além de ser o último e um dos mais populares filmes mudos estrelados por Swanson. Foi regravado em duas ocasiões: em 1932 com Joan Crawford e em 1953 com Rita Hayworth.

Madame X (1920)
Estrelada por Pauline Frederick, conta a história de uma mãe que se sacrifica pelo filho. Essa versão ainda não seria a primeira: há outras três versões: uma de 1910 e duas de 1916. Ganhou seu primeiro remake sonoro ainda em 1929, com direção de Lionel Barrymore e com Ruth Chetterton no papel principal. Após a versão de 1929, a história foi refilmada diversas vezes, sendo a versão mais famosa a estrelada por Lana Turner em 1966.

Postar um comentário

0 Comentários